Vender pela internet era uma opção antes do COVID-19, mas agora é a regra que pode separar os negócios que vão sobreviver à crise dos que quebrarão nos próximos meses.
E se o seu empreendimento está em um segmento que permite vendas online, pode ter certeza que algum concorrente já adotou esse modelo

Seja com a venda de produtos através de e-commerce, redes sociais e WhatsApp, disponibilizando conteúdo através de cursos online para quem quer se desenvolver na sua área de conhecimento ou até mesmo criando um novo serviço que possa ser executado de maneira remota, o importante a saber agora é: gerar cobranças e receber pagamentos pela internet é possível, simples e seguro.

Hoje em dia há diversas ferramentas no mercado para o empreendedor escolher. Inclusive recomendamos o Granatum Pagamentos, recurso do nosso sistema pelo qual as empresas podem receber seus pagamentos por boleto e cartão de crédito, direto na conta e com taxas menores que as dos bancos.

E como faço para receber pela Internet?

Independente do seu segmento de mercado, o empreendedor que quiser vender online precisará estruturar sua operação em 3 pilares baseados em:

  1. Acesso ao cliente – com plataformas de venda e marketing;
  2. Entrega do produto ou serviço – delivery, logística de envio e plataforma de serviços;
  3. Recebimento – os meios de pagamento.

A escolha das soluções para os dois primeiros pilares é muito diferente de acordo com cada nicho de negócio. A diversidade de opções é muito grande e cada empreendedor precisa montar sua estratégia de acordo com o segmento de mercado.

Quem tem um pequeno mercado, por exemplo, precisará de estratégias muito diferentes na hora de entregar os produtos comparado a alguém que vendeu um curso online.

Mas o terceiro pilar, em relação aos pagamentos, dispõe de opções que podem ser praticadas por basicamente todos os empreendimentos, conforme o que está de acordo com a demanda e considerando vantagens e desvantagens. Por exemplo:

Máquina de cartão

A forma mais utilizada no dia a dia por quem tem um estabelecimento comercial por ser o jeito mais prático de cobrar os clientes presencialmente.
Dependendo do negócio, a maquininha também é utilizada nas vendas online, disponibilizada pelo entregador no ato do recebimento do produto ou serviço. E além das taxas que variam de acordo com a operadora, muitos consumidores têm optado em não usar esse meio de pagamento durante a quarentena pela necessidade do contato com o entregador e a máquina.

Cartão de crédito

É a forma mais rápida de se cobrar pela internet, exigindo do consumidor muitas vezes apenas o número do cartão e o código de segurança. Para o empreendedor, porém, as taxas podem ser as mais altas entre os meios de pagamento e o dinheiro pode demorar até 30 dias para entrar no caixa da empresa.

Transferência bancária

Pode parecer o jeito mais simples de receber, porque em pouco tempo o dinheiro está na conta. A dificuldade, porém, está na hora de controlar a entrada do dinheiro pelo extrato, principalmente no caso de múltiplos recebimentos de clientes diferentes.

Boleto bancário

Muitos negócios online estimulam o pagamento por boleto, dando até descontos aos consumidores que optarem por essa forma de pagamento. Isso porque é uma forma rápida de recebimento e com taxas muito menores que as do cartão de crédito, por exemplo. Além disso, o formato alcança todos os tipos de consumidores: basta pagar pelo aplicativo do banco ou se dirigir a um caixa eletrônico ou agência bancária.

E como faço para receber pagamentos por boleto bancário?

Há algumas ferramentas que oferecem o serviço de geração de boletos aos empreendedores e é possível, inclusive, gerar boletos pelo próprio site do banco em que esteja a conta jurídica da empresa.

No Granatum Pagamentos, que já vem integrado ao sistema de controle financeiro do Granatum, você encontra algumas facilidades. Por exemplo:

  • Dinheiro direto na conta: ao contrário de outros meios de pagamento em que é necessário pedir o resgate dos valores, o pagamento dos boletos cai direto na conta cadastrada;
  • Fácil e rápido: em poucos cliques você pode gerar cobranças e carnês e programar a recorrência dos boletos em caso de mensalidades;
  • Organização no fluxo de caixa: através do próprio Granatum são registrados os pagamentos realizados, já adicionados os valores recebidos ao fluxo de caixa da empresa;
  • Diminui a inadimplência: o sistema envia os boletos para os clientes e dispara lembretes para não esquecerem a data de pagamento;
  • Taxas competitivas: as tarifas do Granatum Pagamentos são cobradas por transação aprovada. Se não houver transação, nenhuma taxa será cobrada.

Para boletos, a taxa é de R$4,90 e o dinheiro cai em até 4 dias na conta.
Para cartão de crédito, a taxa é de 5,5% e o valor cai em até 30 dias no caixa da empresa.

Se você não é assinante do Granatum, pode começar seu teste grátis por 7 dias e emitir seus primeiros boletos. E se você já é assinante e ainda não utiliza esse recurso, é muito simples de começar:

Todas essas informações fazem parte de uma série que estamos desenvolvendo sobre controle financeiro para auxiliar os empreendedores durante a crise e foram disponibilizadas anteriormente através de e-mails para todos que fazem parte de nosso mailing. Você consegue conferir ela clicando aqui!

Caso também queira receber esses emails antes de todo mundo, inscreva-se clicando aqui e passe a receber todo o conteúdo exclusivo que estamos criando.

Fique atualizado!
Gostaria de receber mais dicas no seu e-mail?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.