Existe um ditado popular que diz: “farinha pouca, meu pirão primeiro”.
Essa frase significa que, em uma situação de escassez, devemos sempre pensar em nós primeiro. E no mundo dos negócios isso é praticamente uma regra, certo?

Bem, não em tempos de pandemia. E isso ficou muito claro a todos com a chegada do COVID-19.

Acontece que o mundo não será o mesmo após a crise que se instaurou. Tampouco a economia será a mesma… E justamente neste momento de isolamento social o coletivo tem se mostrado a ferramenta para manter a engrenagem de muitos negócios rodando.

Assim como o isolamento da quarentena representa um pacto entre as pessoas para a contenção do vírus, um pacto também é necessário entre as empresas e a sociedade, assim como entre as empresas e o mercado.

No momento que vivemos, as maiores empresas do mundo se colocaram à disposição dos governos e de suas comunidades no combate ao COVID-19.
E embora seja o mínimo que a opinião pública  espera destes grandes empresários, isso não foi feito apenas para garantir uma boa ação para a publicidade: essas empresas estão cumprindo quase que uma regra não escrita de mercado, instaurada devido aos caos do Coronavirus.

Porém na outra ponta dessa corda estão os autônomos, as pequenas e médias empresas, que não dispõem de dinheiro para doar e ainda precisam calcular cada centavo em busca de manter os funcionários e as despesas básicas. E visto que a queda no consumo é uma realidade para a maioria, o que poderá manter esses negócios vivos?

Em todos os conteúdos que dividimos durante essa série nós conversamos sobre passos básicos de gestão financeira para ajudar como podemos, ensinando a organizar seu dinheiro e conseguir reduzir seus custos. Ajudar com aquilo que temos foi nossa resposta ao problema que a crise nos impôs.

E fazemos isso também para garantir nosso futuro. Afinal, como o nosso negócio vai sobreviver se todas as empresas quebrarem, se os clientes dos nossos clientes não tiverem saúde e dinheiro para consumir?
O momento obriga o mundo a ser coletivo, visando garantir a sobrevivência, se não de todos, da maior parte possível .

Você está certo em tentar garantir o seu “pirão”, mas precisa entender uma coisa: sozinho isso vai ser muito mais difícil. Assim como as pessoas precisam dos governos e das empresas neste momento, as empresas precisam das pessoas, do governo e das outras empresas para superar esta crise.

Todos nós precisamos fazer parte de uma rede de apoio neste momento. Chegou a hora de entrar em contato com seus clientes, fornecedores, intermediários e toda a sua rede para entender como eles podem te ajudar e como você pode ajudá-los.

E isso também vale para empresas do seu ou de outros segmentos. Você pode dividir custos com um concorrente, por exemplo, ou montar pacotes promocionais que juntem diversas empresas de um mesmo universo de serviços.

Parece utópico, mas a simples divulgação dos seus produtos ou serviços com os contatos dos seus contatos pode te ajudar a encontrar novos clientes. E isso pode garantir a sobrevivência do seu negócio.

Nesse momento é importante trocar experiências e ideias com outros empreendedores, reunir virtualmente os comerciantes da sua região, pensar coletivamente. A comunicação e as alianças são as garantias atuais de um futuro.

Pensando nisso e no potencial que temos como comunidade, através das mais de 1200 empresas que utilizam nossa ferramenta de controle financeiro e as outras milhares que acompanham nossos conteúdos, estamos criando esses elos e juntando essas pessoas neste momento. Criamos um grupo no Facebook para compartilharmos conteúdos úteis e nos apoiarmos no que for possível.

Para entrar é só clicar no botão abaixo:

Esse grupo servirá para dar suporte e dividir experiências, serviços, conhecimento. Com ele buscamos possibilitar que você e sua empresa encontrem algum outro serviço ou empreendedor que tenha  dicas, vivências e até ideias que possam te ajudar a continuar resistindo e sobrevivendo a essa pandemia.

Afinal, nós somos o Granatum, e mais do que um software de gestão financeira, somos também uma ferramenta para ajudar empreendedores a controlar suas finanças e ter mais clareza sobre a saúde financeira dos seus negócios.

Clicando no botão abaixo você pode experimentar grátis a nossa ferramenta por 7 dias, e, caso já seja cliente, pode recomendar o Granatum a um amigo empreendedor e receber de cashback 10% do valor de cada assinatura paga.

Todas as informações fazem parte de uma série que estamos desenvolvendo sobre controle financeiro para auxiliar os empreendedores durante a crise e foram disponibilizadas anteriormente através de e-mails para todos que fazem parte de nosso mailing. Você consegue conferir ela clicando aqui!

Caso também queira receber esses emails antes de todo mundo, inscreva-se clicando aqui e passe a receber todo o conteúdo exclusivo que estamos criando.

Fique atualizado!
Gostaria de receber mais dicas no seu e-mail?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.