gestão eficiente

Para muitas empresas, a análise que chamamos controle financeiro é uma atividade essencial. Porém, muitos empreendedores ainda têm dificuldades em superar os obstáculos para uma gestão eficiente das finanças do seu negócio.

Em 2012, a pesquisa de diagnóstico financeiro do Granatum revelou que 33% das micro e pequenas empresas entrevistadas não fazem nenhum acompanhamento dos resultados da empresa. 😱 😱 😱 😱

Pensando nisso, preparamos uma série de posts para ajudar empreendedores a vencerem os obstáculos encontrados no caminho da gestão financeira.

Sem tempo, irmão?

Geralmente, a agenda do empreendedor é cheia. Muitas vezes é quem tem que tocar todas as tarefas, como comprar materiais, atender clientes ou cuidar da produção e prestação dos serviços.

Por causa disto, as tarefas que fazem parte de uma gestão eficiente são deixadas de lado. As tarefas operacionais, que tomam mais tempo, acabam sendo consideradas mais prioritárias.

É comum que os empresários comecem a fazer algum tipo de controle (como anotar entradas e saídas em planilhas), mas, por não perceberem resultados imediatos, sentem-se desestimulados a prosseguir.

Por que o controle financeiro é importante?

  • Para não perder dinheiro: Em primeiro lugar, ele pode evitar que sua empresa perca dinheiro. Fazendo um controle financeiro mínimo, você poderá saber onde está gastando mais ou menos e, assim, cortar despesas desnecessárias.
  • Para saber se conseguirá pagar suas contas: Ao utilizar a ferramenta de fluxo de caixa, você terá uma projeção da movimentação do dinheiro da empresa nos próximos dias ou meses. Com isto, é possível saber se, em alguma data futura, irá sobrar ou faltar dinheiro.
  • Para tomar decisões com mais consciência do seu impacto financeiro: Segundo a pesquisa realizada pelo Granatum, 45% das empresas compram novos bens sem avaliar o impacto nas finanças. Se, por exemplo, sua empresa pretende trocar os computadores, é preciso avaliar se existirão outros compromissos financeiros já assumidos e que coincidirão com esse investimento. Isto ajuda a gestão eficiente pois é possível ter mais segurança e se precaver de se tornar inadimplente.
  • Para saber se a empresa está tendo lucro ou prejuízo: Saber como anda a empresa é fundamental. Muitas vezes, uma empresa que está tendo prejuízos deve tomar decisões como mudar os preços de seus produtos e serviços, trocar de fornecedores, fazer promoções ou demitir funcionários. Por outro lado, uma empresa que está tendo lucro pode investir mais. Logo, é possível contratar novos funcionários, criar novos produtos e serviços ou melhorar a infra-estrutura. Para tomar essas decisões, é preciso saber qual é a situação da empresa.

Crie uma rotina de gestão eficiente

Conhecer a importância do controle financeiro é o primeiro passo, controlá-lo de fato é o objetivo final. Só assim a empresa poderá ter um controle maior sobre quanto investir para crescer, ou apertar um pouco os gastos.

Por isso, antes de mais nada, determine uma rotina de acompanhamento do fluxo de caixa. O ideal é que ela seja diária, uns 15 minutinhos por dia. Mas se você preferir, pode realizar essa tarefa em intervalos maiores de tempo.

Você pode, por exemplo, anotar as movimentações financeiras numa planilha no Excel.

Ou, também, usar um software de controle financeiro. A vantagem é que com um software, como o Granatum, é possível gerar relatórios em um clique, visualizando a situação atual da empresa e/ou comparando como foi a evolução das contas mês a mês.

Desta forma, com controle e total visão, fica mais fácil administrar as contas da sua empresa.

Se você ainda não faz o controle financeiro da sua empresa, por que não começar agora?

 


gestão eficiente
Fique atualizado!
Gostaria de receber mais dicas no seu e-mail?

Um comentário para “Obstáculos da Gestão Eficiente: “Tenho Outras Coisas Para Fazer””

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.