Uma das coisas que sempre falamos aqui no blog é sobre a importância de fazer a gestão financeira da empresa. Então, se você já faz controles financeiros, seja utilizando papel e caneta, planilhas ou softwares online, você já está um passo à frente!

Neste post iremos falar sobre as principais armadilhas para quem está tentando melhorar estes controles. Por isso relacionamos os 5 erros mais comuns da gestão financeira. Veja a seguir.

 

post 5erros interna Os 5 erros mais comuns da gestão financeira

 

Erro 1: Não manter a disciplina nos controles financeiros

Este talvez seja o problema mais comum dos empreendedores. Muitos começam a controlar, mas por ter o tempo escasso e estarem preocupados com atividades operacionais da empresa, não mantém os controles com regularidade.

Contas se acumulam, planilhas ficam desatualizadas, orçamentos são ignorados e, quando menos esperam, não conseguem mais visualizar a saúde financeira de suas empresas.

Uma dica é separar uma parte do tempo do dia para cuidar destes aspectos gerenciais. Assim, pouco a pouco, você entrará no ritmo e terá os números mais importantes sempre à mão.

Recomendo também a leitura deste post, no qual falamos sobre como ter mais disciplina: Obstáculos do controle financeiro: “não tenho disciplina”.

Erro 2: Não controlar corretamente o Fluxo de Caixa

Controlar o fluxo de caixa é muito mais do que acompanhar o extrato bancário e atualizar planilhas com valores que já ocorreram.

Além de verificar o que já passou, o fluxo de caixa serve para planejar o futuro. É preciso conhecer as despesas que ainda acontecerão. É bom deixar registradas, especialmente, aquelas que você não pode deixar de pagar.

Se você não tem uma boa visualização das contas a pagar e das contas a receber, nunca saberá quando precisará antecipar um recebimento e evitar pagamento de contas com multas e juros.

Não deixe de conferir o nosso post sobre os 5 passos para controlar o fluxo de caixa da sua empresa.

Erro 3: Ignorar gastos ocultos e pequenas despesas

Muitos empreendedores, mesmo fazendo um planejamento das contas, ainda são pegos de surpresa ao precisar de dinheiro para sanar gastos ocultos. É claro que nem tudo é possível prever, mas para alguns deles você já pode ficar atento.

Lembre-se que é preciso fazer uma reserva mensal do 13º salário e férias de seus colaboradores para que, quando essas despesas aparecerem, você possa ter dinheiro em caixa para quitá-las. Vale também fazer uma reserva financeira para outros gastos ocultos, como rescisões trabalhistas, por exemplo.

Também já falamos por aqui sobre o perigo das pequenas despesas. Geralmente gastos em dinheiro, que ignoramos por ser de pequeno valor e sequer registramos em nossos controles, podem comprometer a saúde financeira da empresa ao longo de um ano.

Erro 4: Vender seus produtos ou serviços por um preço errado

Recebemos muitas perguntas aqui no blog sobre como calcular corretamente o preço de venda de produtos e serviços. É comum ver empreendedores calculando seus preços apenas em comparação com os valores dos concorrentes ou sem considerar corretamente todos os custos.

Conhecer estes custos é o primeiro passo para saber se você está indo na direção certa. Assim é possível tomar ações para melhorar a produtividade, buscar novos fornecedores ou, se for o caso, rever o preço de venda.

O jeito de calcular os custos varia de acordo com o seu negócio. No nosso post sobre quanto cobrar pelos produtos disponilizamos uma tabela de formação de preço de venda para te ajudar nesta tarefa.

Erro 5: Não medir corretamente o desempenho da empresa

Seu negócio dá lucro ou prejuízo? Você tem essa resposta na ponta da língua?

Não basta registrar todos os gastos e ganhos nos mínimos detalhes se você não reservar um tempo para analisar estas informações. Tenha em mente que uma gestão eficiente deve considerar ações de controle, planejamento e análise das atividades financeiras da empresa.

Percebemos, ao longo das conversas com os empreendedores, que muitos fazem o cálculo do lucro apenas considerando a diferença entre as receitas e despesas. Por isso escrevemos um post mostrando que é importante considerar as vendas, custos, despesas e impostos para apurar corretamente se sua empresa está gerando bons resultados.

Conclusão

Com já dissemos, todas estas ações requerem tempo e disciplina para serem realizadas. Mas, pela nossa experiência, poderíamos até sugerir um sexto erro na gestão financeira das empresas: não utilizar a ferramenta certa para este controle.

Hoje em dia já existem softwares financeiros que tornam o controle financeiro muito mais eficaz. Além disso, ele pode te ajudar a:

  • Lançar os gastos onde quer que esteja, de forma simples;

  • Visualizar facilmente o seu fluxo de caixa e todas suas contas a pagar e a receber;

  • Controlar os gastos ocultos e as pequenas despesas;

  • Visualizar os custos que te ajudem a calcular o preço de venda de seus produtos ou serviços;

  • Ver gráficos com informações relevantes para análise dos dados e tomada de decisões.

O software que nos ajudou muito foi o Granatum Financeiro, o sistema online de controle financeiro que desenvolvemos pensando nas micro e pequenas empresas.

Se quiser, cadastre-se e faça um teste grátis.

Um abraço e até a próxima!


ebook banner 4 passos ciclo Os 5 erros mais comuns da gestão financeira
Fique atualizado!
Gostaria de receber mais dicas no seu e-mail?

2 comentários para “Os 5 erros mais comuns da gestão financeira”

    • Tiago da Costa

      Olá, Bianca! Obrigado por escrever aqui. Basta colocar o seu e-mail na barra cinza lá no topo, onde está escrito: Receber dicas grátis por e-mail.

      Um abraço!

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>