balanço patrimonial

O balanço patrimonial é uma dessas coisas dentro universo do controle financeiro que acaba sendo mais uma especialidade contábil do que do planejamento estratégico. Sim: um complementa o outro, mas existem termos que a gente ouve falar, mas fica sem entender a real importância.

Só que um bom balanço patrimonial, pode ser crucial para o planejamento financeiro.

Gelou a espinha dorsal? Não se preocupe!

De forma resumida, o balanço patrimonial é um cálculo da situação financeira da empresa em um determinado período – geralmente um ano. Ele ajuda a contabilidade à visualizar o atual posicionamento do negócio em relação a seus custos e bens (já falamos sobre ele aqui).

Como ele leva em consideração os ativos, passivos e o patrimônio líquido, já começa a ficar mais claro porque o balanço patrimonial é uma peça relevante para o planejamento estratégico. Se você sabe quanto você tem, sabe quanto pode gastar.

Agora, se dois ou mais termos na frase anterior te causaram (mais) arrepios, calma… vamos por partes:

O Patrimônio

 

Do ponto de vista contábil, patrimônio é todo bem, direito e obrigação que pode ser convertido em valores monetários.

Esses valores monetários podem ser divididos em dois grupos: ATIVOS e PASSIVOS, sendo que o patrimônio líquido é a diferença positiva entre eles. Efetivamente, é o que a empresa tem em caixa.

A parte do patrimônio que se encaixa entre os bens e direitos é chamada de ATIVO. Já os deveres ou obrigações integram o PASSIVO.

Dentre os ativos, podemos considerar também os investimentos financeiros ou de qualquer espécie que possam gerar benefícios econômicos no futuro, assim como a liquidez de investimentos em títulos públicos ou privados (Tesouro Direto, CDB, LCA, etc.) que a empresa venha a receber.

Já os passivos são o que a gente pode chamar de dívida, pagamentos que precisam ser feitos para o Estado ou aos funcionários, por exemplo.

 

balanço patrimonial
ATIVOS

Caixa

Vendas a receber

Estoque

Matéria prima

Investimentos

Veículos

Imóveis

PASSIVOS

Fornecedores

Salários à pagar

Obrigações fiscais

PATRIMÔNIO LÍQUIDO

Capital social

Lucros / Prejuízos

 

A Importância do Balanço Patrimonial

 

Como a gente gosta de reforçar, a primeira regra do controle financeiro, é a NECESSIDADE de se ter uma visão geral do seu negócio. Observar o presente, olhar para o passado e depois planejar o futuro.

Com o balanço patrimonial é possível ter, de forma direta e quantitativa, a situação real da sua empresa em relação ao patrimônio que a compõe.

Desta forma, fica mais fácil prever o impacto que qualquer ato administrativo pode ter sobre o patrimônio em si. Aliás, além da importância, outro ponto essencial de ter em mente é: como fazer balanço patrimonial?

“A ideia é bastante simples. Basicamente, trabalhar no balanço patrimonial de uma empresa nada mais é do que fazer uma lista dos valores investidos em estoque, empréstimos, débitos com fornecedores, pagamento de funcionários e qualquer outro item relacionado.”

Falando assim parece ser complicado. Trabalhoso? Talvez. Complicado, não.

Se você ainda não fez o balanço patrimonial, converse com o seu contador. Por ser um documento importante para a declaração financeira da sua empresa, o ideal é manter esse controle atualizado mês a mês.

A segunda regra da gestão financeira, portanto, é a do controle regular e frequente das movimentações da sua empresa. Como a gente já falou: para planejar o futuro, é imprescindível conhecer a sua situação presente.

 

Este artigo sobre balanço patrimonial foi útil para você? Continue acompanhando os conteúdos do Granatum e fique por dentro dos principais assuntos do ramo financeiro!

Fique atualizado!
Gostaria de receber mais dicas no seu e-mail?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.