receitas x despesas

A regra de ouro do empreendedorismo é a que diz que as receitas devem ser maiores que as despesas. O tal do superávit. Quem empreende de verdade, porém, sabe que essa equação de receitas x despesas não é assim tão simples.

Na realidade, é o principal erro da gestão financeira das pequenas e médias empresas. Isso porque o “pacotinho” de despesas e custos pode enganar caso não seja feito um controle financeiro correto.

Para evitar esse problema, identificamos 5 dicas para que sua empresa encontre a paz entre a briga eterna de receitas x despesas. Confere aí:

1. Encontre seu ponto de equilíbrio

 

receitas x despesas

 

É possível que, mesmo com as receitas cobrindo as despesas, você entre em prejuízo. Sim, sua cabeça pode explodir agora. Isso é o que acontece quando não se encontra o ponto de equilíbrio.

Basicamente, ele é o cálculo da quantia mínima necessária para que as contas empatam no fim do mês.

“Como assim? Não é só cobrir os gastos fixos?” Não, não é. Existe uma fórmula bem simples para calcular esse valor:

receitas x despesas

Bugou a cabeça? Em resumo, é preciso calcular os gastos fixos e variáveis e dividir pelo ganho mensal para se chegar a esse índice da margem de contribuição. Calma, a gente explica melhor nesse post aqui do blog. 

Pode parecer complicado, mas, para empreender, é importante se acostumar com a ideia de se debruçar sobre vários cálculos. O que nos leva a próxima dica.

2. Cuidado com as pequenas despesas

 

receitas x despesas

 

Nem sempre tudo é o que parece. Isso vale também para as despesas da empresa. Por mais bem organizado que seja o financeiro, às vezes surgem pequenos gastos que são negligenciados, ou até mesmo “escondidos”.

Um gasto aqui, outro acolá, podem se acumular em grandes valores que fazem a diferença. Seja um café com leite na padaria, atraso no pagamento de uma fatura, ou até mesmo um acidente de trabalho, tudo precisa ser registrado. Fique de olho em contas de telefonia e internet, também.

Por isso, mesmo realizando o planejamento, o empreendedor pode ser pego de surpresa. O ideal é manter o fluxo de caixa atualizado, anotando todas – TODAS – as entradas e saídas de dinheiro da sua empresa. Cada centavo é essencial para que se chegue ao ponto de equilíbrio.

Se você ainda está iniciando o controle financeiro regular, o que pode ser feito é fazer uma estimativa desses gastos para fins de planejamento. Mesmo assim, sem um controle efetivo, as contas NUNCA irão bater e fica difícil entender a equação de receitas x despesas.

3. Escolha bem seus investimentos

 

receitas x despesas

 

Fala-se muito sobre investimentos no âmbito pessoal (todo mundo quer ser milionário), mas você sabia que os lucros da empresa podem ser alavancados com investimentos dos mais diversos?

Ou seja, fazer com esse dinheiro renda, causando aumento de receita e contribuir para o crescimento da empresa. 

As aplicações em geral são as mesmas que para as pessoas físicas, mas a burocracia para a abertura de contas em corretoras pode ser um pouco maior. Nada, porém, que um corretor não possa orientar.

Qual o melhor investimento para uma empresa? O primeiro passo é se planejar.

Se já existir um planejamento estratégico, ele servirá de norte. Dependendo do prazo e de qual o grau de risco que se está disposto, o planejamento é o que deve guiar o corretor para que se chegue a melhor aplicação.

Apesar de existirem opções de investimentos e pacotes próprios para empresas, nenhum deles é melhor que um bom planejamento estratégico. É essencial que antes de aplicar o dinheiro da empresa, ele esteja de acordo com os retornos que foram previstos.

Outra coisa a se considerar é o investimento na própria empresa. Muitas “despesas” bem pensadas podem gerar frutos mais para frente, causando aumento na receita. Conheça algumas ações que podem começar a ser feitas hoje mesmo, aqui.

Tudo, porém, deve ser pensado no planejamento estratégico.

Sem planejamento? Sem investimento. Esse deve ser o modus operandi.

4. Otimize sua divulgação

 

receitas x despesas

 

Em um tempo não muito distante, pequenos grupos detinham o poder da propaganda, os chamados veículos de comunicação de massa.

Hoje em dia, o cenário é outro. Dependendo do tamanho do negócio, a publicidade em grandes jornais, revistas e emissoras de rádio e TV pode ser sim um bom investimento, mas uma mudança proporcionou a democratização dessa prática: a popularização da internet.

Já nem é mais diferencial ter uma página de internet, é item básico. Mesma coisa para as redes sociais. Pense nelas como as antigas listas telefônicas: o local de pesquisa das pessoas.

Essas redes sociais permitem que se compre espaço publicitário dentro delas. A vantagem é que se pode determinar qual tipo de público será atingido pelo seu anúncio. 

Como se diz por aí: a propaganda é a alma do negócio. Nada melhor, portanto, que se otimize seu orçamento para que quem receba sua mensagem seja já de seu interesse, ao invés do público em geral. Falamos já sobre captação inteligente de clientes.

Chega de distribuir folhetos na rua!

Outra opção, ainda mais barata, é de criar conteúdo próprio. Seja nas redes sociais, em blogs, em vídeos no YouTube, onde quiser! 

Antes das pessoas pesquisarem por sua marca, elas podem pesquisar por uma solução que seu produto ou serviço ofereça. Falar sobre essas essas soluções com propriedade faz com que quem esteja pesquisando na internet se depare com sua página.

Desta forma, equilibra-se melhor a equação de receitas x despesas dentro do marketing, tornando a divulgação muito mais barata e eficaz!

5. Controle suas receitas x despesas

 

receitas x despesas

 

Nenhuma dessas dicas, porém, valem se não for feito o controle financeiro. Falamos isso pois um negócio só é verdadeiramente lucrativo se existir um balanço de receitas x despesas. Sem um controle total, portanto, fica difícil verificar se as contas estão equilibradas de verdade.

As vantagens são inúmeras. Além de manter as contas em dia, o controle financeiro proporciona uma visão real e total do negócio.Só desta forma se tem embasamento para realizar um planejamento eficaz, possível de ser realizado, com objetivos reais e o verdadeiramente crescimento da sua empresa.

 

E aí, gostou do post? Deixe seu comentário abaixo! Para trazer mais inteligência para o financeiro da sua empresa, use o Granatum. Além de proporcionar ferramentas de controle de contas a pagar e a receber, é possível gerar relatórios, criar cenários e ajudar o planejamento estratégico. Teste grátis hoje mesmo!

Fique atualizado!
Gostaria de receber mais dicas no seu e-mail?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.